Boca do Lixo, um panorama histórico, Cinesesc

Curso Boca do Lixo, um panorama histórico, Cinesesc, dez/2016

Carga horária: 12 horas

Proposta: Apresentar o cinema realizado na Boca do Lixo paulistana, através de um panorama histórico, abordando os cineastas e seus filmes, os modelos de produção e os contextos histórico e mercadológico, entre outros. Geograficamente, a Boca do Lixo está situada no centro de São Paulo, vizinha à estação da Luz. Nos anos 1950, recebeu esse nome por ser pauta das crônicas policiais da cidade. A proximidade com as estações ferroviárias atraiu o cinema. Era muito mais barato manter uma distribuidora e/ou produtora em um local com fácil acesso a tais estações, para o transporte das cópias dos filmes. A partir dos anos 1960, a Boca se tornou o principal polo produtor cinematográfico do país, congregando produtores, técnicos, diretores, atores e intelectuais nas cercanias da Rua do Triumpho. Berço do chamado Cinema Marginal e responsável por uma grande variedade de filmes de gênero, quase sempre com apelo erótico, a Boca do Lixo frutificou em questão de público e bilheteria, mas naufragou quanto às avaliações críticas. A Boca continuou produzindo filmes populares, de baixo orçamento e sem verbas estatais até o final dos anos 1980, quando já estava dominada pelo cinema de sexo explícito.

Assuntos abordados:

– A Boca do Crime
– Formação da Boca do cinema
– O pioneirismo da Cinedistri
– Cinema Marginal
– Formação profissional da Boca
– Modelo de produção dos filmes populares
– Cinema erótico
– O termo pornochanchada
– Os gêneros cinematográficos
– Censura na Boca do Lixo
– A Boca do sexo explícito

Anúncios